Parte do coletivo Soylocoporti

Cultura, comunicação e integração latino-americana

sexta-feira, 1 de maio de 2009

Comunidades tradicionais na Assembléia

, , ,

Audiência pública traz à tona as demandas das comunidades tradicionais do Paraná.

dsc 0116 230x152 Comunidades tradicionais na AssembléiaPovos indígenas, cipozeiros, faxinalenses, quilombolas, pescadores artesanais e ilhéus lotaram a Assembléia Legislativa do Paraná nesta quarta-feira, 29 de abril. A audiência pública debateu a política nacional dos povos e comunidades tradicionais e promoveu o lançamento da frente parlamentar das comunidades tradicionais do Paraná.

Direitos negados
“Até hoje os povos tradicionais não foram reconhecidos pelo estado do Paraná”, lamentou a quilombola Mariluz Marques, uma das coordenadoras da Rede Puxirão. “Estamos nos articulando em rede para lutar pelos nossos direitos territoriais e por políticas públicas exclusivas para as comunidades, que contemplem suas necessidades”, esclareceu Mariluz.

Desdobramento
Foi encaminhada a formação de um grupo de trabalho Pró-Comissão de Desenvolvimento Sustentável de Comunidades Tradicionais, composto por representantes do poder público e das comunidades tradicionais. O prazo estabelecido para montar a comissão é de três meses. A primeira reunião do grupo se dará dia 19 de maio.

O evento foi uma iniciativa da Liderança do PT na Assembléia em parceria com a Rede Puxirão, formada por povos indígenas, cipozeiros, faxinalenses, quilombolas, pescadores artesanais e ilhéus; o Instituto Equipe de Educadores Populares; o Conselho Indígena Missionário; e a Organização Terra de Direitos.

share save 171 16 Comunidades tradicionais na Assembléia
Um comentário em “Comunidades tradicionais na Assembléia”
  1. [...] quarta também, foi realizada na Assembléia a audiência pública dos povos tradicionais. A audiência pública debateu a política nacional dos povos e comunidades tradicionais e promoveu [...]

Deixe um comentário





Blog integrante da rede Soylocoporti